Reserve um rolê na nossa pista de Skate aqui na Greenplace!

Faça Parte do Nosso Projeto!

Inovação é parte fundamental da Greenplace, é parte do processo de interação e diálogo entre pessoas.

Tecnologia é a ponta final, tudo começa com a troca respeitosa de ideias, significados e percepções sobre diversas coisas.

A partir dessa partilha e dessa troca cotidiana, surgem soluções empreendedoras para as dores do cliente (as necessidades do mercado).

Começa então, a criação da tecnologia – a ideia transformada em prática e impacto.

DNA GreenPlace de Inovação Social.

O DNA GreenPlace valoriza a troca entre ideias, prioriza o diálogo focado em trazer ideias para o empreendedorismo inovador.

Acreditamos que as organizações perenes, fortes e consistentes começam com pessoas lidando com pessoas e construindo soluções e inovações.

Competências sociais. Empatia, respeito, companheirismo, habilidades técnicas (inteligência prática), colaboração e foco na entrega são as bases de um excelente alinhamento entre talentos.

Até porque inovação não acontece com “esbarrões” ou ideias “jogadas ao vento” (coisas sem consistência).

Um bom diálogo para a inovação significa profissionalismo, gestão, cultura corporativa forte e presente no dia a dia.

A inovação possui diversos graus, nós da Greenplace estamos aqui para lhe ajudar a subir.

Existe a inovação incremental (um acréscimo em alguma tecnologia).

Um exemplo desse caso seria um software aplicado para gerenciar a contabilidade de pequenos negócios. Trata-se de um impacto reduzido.

A inovação radical é mais complexo e possui um impacto muito maior.

Um exemplo é a empresa que implanta uma tecnologia tão poderosa que vence qualquer concorrência.

Como conectamos a inovação disruptiva ao nosso espaço.

Uma inovação disruptiva começa com pequenos experimentos que ganham escala suficiente para redesenhar o mercado.

Provocando a queda de antigos players, empresas gigantes consolidadas acabam desaparecendo em virtude de novas tecnologias.

A Greenplace almeja produzir inovação em diversos níveis, desenvolver tecnologias com um impacto consistente e apoiar redes de empreendimentos locais.

O impacto trazido pelo modelo de negócios Greenplace é prioritariamente social (benefícios sociais para a comunidade, respeito pela ecologia e economicamente viável.

Logo, a inovação Greenplace cumpre a missão de ser socialmente relevante.

Um exemplo seria a criação de um modelo de gestão de talentos humanos para construir pistas de skate em tempo hábil e com um custo reduzido.

Até porque ferramentas técnicas, engenharia e design criativo são, também, modelos inovadores, assim como tecnologia socialmente impactante (porque agregam qualidade de vida comunitária).

Inovações não são, apenas, Startups, Computadores, softwares, comunicação digital, plataformas e hardwares.

Conexão humana é, por definição, a inovação mais complexa e poderosa que existe.

E isso é o negócio Greenplace.

Cultura é conexão humana, permuta, troca e diálogo. É parte imprescindível e importantíssima da vida em sociedade.

Em primeiro lugar, a ela aglutina (une) pessoas em torno de significados e histórias em comum.

Pense nas narrações de contos de fadas que une pais contadores de histórias e filhos ouvinte, por exemplo.

Festivais e eventos desse gênero são outros exemplos.

Constrói confiança.

Não há, noutro exemplo, pensar em empresas sem cultura corporativa (porque ela é o alinhamento entre talentos pessoais e pessoas).

Dessa maneira, não é possível imaginar empreendedorismo ou economia sem cultura, sem confiança, sem união entre pessoas.

Até a própria noção de saúde fisiológica está intimamente integrado com esse conceito.

Até porque pessoas que sabem que podem confiar nos amigos e possuem hobbies culturalmente enriquecedores (teatro, leitura e Yoga, por exemplo) são mais saudáveis, mais felizes.

É um exemplo de pequeno impacto local.

Essa introdução breve serve para contextualizar a importância da cultura na vida cotidiana e ilustrar todo o esforço empregado pela Greenplace para avivar a coesão social (manter a união entre pessoas).

Nossa oferta Greenplace para a comunidade envolve esportes, teatro, música e festividades com um intuito (objetivo) muito especial: Impactar a comunidade, alegrá-la e uni-la.

É a tal da “cultura alma-coletiva” (identidade cultural de uma localidade e que une pessoas em torno de mesmos significados. Teatros, jogos, festas e passatempos ofertados pela Greenplace são excelentes exemplos).

É uma cultura sem preço e é fundamental para construir e fortalecer laços entre pessoas.

Já a “cultura mercadoria” é a venda e compra de cultura. Cobrar entrada para usufruir um workshop para aprender narração de história é um exemplo.

Em geral, produtos “campeões do mercado” ofertam benefícios intangíveis tão incríveis que acabam moldando significados, o comportamento e os hábitos das pessoas.

A oferta de esporte Greenplace, por exemplo, já virou um excelente pretexto para marcar um encontro com amigos e festejar a nossa eterna juventude e vigor esportista.

Assim, a Greenplace combina um apoio para as localidades (cultura alma-coletiva) com monetização (cultura-mercadoria), gerando diversos ganhos intangíveis especiais para todo o conjunto de vivências e tipos de aproveitar a vida.

Justamente por todos esses detalhes, o modelo Greenplace traz um impacto socialmente relevante e consistente para a nossa persona.

Alinhando todos esses aspectos, a Greenplace consegue garantir a sustentabilidade financeira, um modelo de negócios respeitador da ecologia ambiental, cultural e social, assim como engajamento com toda a comunidade.

O esporte é um dos pontos centrais da Greenplace.

É um contexto que torna as pessoas mais receptivas para o diálogo, melhora constante da performance, críticas, lazer saudável e hobbies culturalmente relevantes.

É a mais perfeita tradução e síntese de todos os elementos (benefícios e ganhos) da proposta Greenplace.

E, fora isso, o esporte trabalha o foco no objetivo, camaradagem, cultivo da capacidade de entrega (resultados) e desenvolvimento de habilidades sociais (empatia, coragem e inteligência empreendedora).

Se pudéssemos enumerar os diversos ganhos obtidos pela prática do esporte, entenderíamos como cada ganho se relaciona com a resolução de uma dor específica da persona (monotonia, vidas “paradas”, intoxicação tecnológica, conexão excessiva com o mundo virtual, falta de sintonia com as pessoas e com o meio ambiente local).

Contextualizando e delimitando os benefícios e os “problemas da persona” (especificidade da proposta de valor), é possível expor os motivos pelo qual o modelo Greenplace impacta tanto a comunidade:

*O impacto é social (inovação social)

*A tecnologia é socialmente relevante (engenharia, design e estrutura coberta propícia para a prática de esporte mesmo em dias chuvosos).

*Foco na empatia e na diferenciação do modelo de negócios Greenplace (lidamos com conexão humana, porque acreditamos que as pessoas são os nossos diferenciais).

*Ganhos diversificados para a nossa persona para fortalecer um modelo de receita consistente, escalável e recorrente.

*Além de o impacto ser social, ele é local (agrega valor numa comunidade em especial. Trata-se de uma ação local com repercussões globais).

*Educação na prática e pela prática voltada para os esportes (aulas de skate e parkour, por exemplo). Isso auxilia para ofertar mais segurança para os praticantes do esporte e constrói autoridade e agrega na reputação na Greenplace. Zelamos pela segurança dos nossos usuários. Agregamos profissionalismo na acolhida.

*Coesão social (união de pessoas próximas). Trata-se de um bom pretexto para trabalhar o multiculturalismo (diferentes perspectivas, diferentes pessoas).

*O modelo de negócios oferta indicadores de desempenho seguros (Por exemplo: Número de pessoas praticantes de skate, número de campeonatos e etc). Esse aspecto quantificável (indicadores e números) dá uma maior consistência para os benefícios intangíveis da proposta Greenplace.

E fora essa alta capacidade de entrega, o modelo Greenplace focado no impacto através do esporte é altamente escalável. Afinal, podemos alinhar a proposta com outras associações de praticantes de esportes. E, também, usar a tecnologia para qualificar a oferta (filmar manobras do skate e colocar no youtube e gerar muito mais receitas, por exemplo).

Fale Conosco

Entre em contato com a gente para que possamos nos conectar!

Primeiro Nome *
Último Nome *
E-mail *
Número de Telefone

Assunto

Como Podemos Te Ajudar?